O Sono profundo de Thomas Hunter

O Sono profundo de Thomas Hunter
Autor: J. Figueiredo

Resultado de imagem para homem depressivo tumblr
Hoje eu acordei. Um pouco mais tarde do que quando eu era criança, mas isso já está se tornando algo comum para mim. Meus ossos estão pesados, eu acho que deveria levantar e talvez ir na casa de meus amigos, mas quem são eles e se eles existem, onde posso encontra-los?

       Minha mãe me disse que eu o que eu estava sentindo era uma frescura, disse também que eu devia procurar um emprego e começar a namorar alguém pra me sentir feliz. Mas mãe, como eu vou amar alguém se nem eu mesmo me amo?
Ela sempre me diz que eu deveria ir a festas me divertir, mas será que ela não percebe que eu não quero me divertir? Eu quero deitar em minha cama e descansar. Mas, a ansiedade invade a polpa do barco, esse barco é a minha mente, ela –A Ansiedade - me empurra da prancha para que eu me afogue, até que a melhor solução seja me matar, antes que os tubarões da depressão arranquem minha carne. Mas, eu sou tão imprestável que não tenho coragem de me matar, mas também não quero viver. Eu ando tão confuso ultimamente.

        Eu lembro quando meu tio estava falando na cozinha com meu pai, e ele disse que eu era estranho e não servia para nada, e meu pai apenas confirmava balançando a cabeça. Aquilo doeu meu no coração e fui para meu quarto chorar, mas a cada batida do meu coração parecia que uma faca pontiaguda entrava no meu peito.
Sabe, antes de meu pai largar a minha mãe, eu achava ele um cara legal. Mas tudo mudou quando eu cheguei em casa e o encontrei bêbado e minha mãe no chão chorando. Eu tinha feito um desenho pra ele, mas acho que eu não tinha desenhado muito bem. Ele quando viu meu desenho dele, rasgou e perguntou se ele era feio assim e depois me deu uma tapa na cara. Minha mãe gritou, mas eu tinha feito um desenho muito feio, deve ser por isso que ele me bateu.

       Levantei um pouco melhor, consegui chegar à varanda do prédio que eu e minha mãe morávamos, acendi um cigarro e vi minha vizinha que traia o marido com o irmão dele. Eu não consigo acreditar como os humanos são tão maus.
A vista da varanda estava bonita, me sentir como um pássaro. Eu só não entendia porque o moço que estava lá em baixo gritava pra eu sai dali, e nem porque havia uma mulher ligando para os bombeiros desesperada. Eu estava tão bem, meus braços estavam abertos e eu sentia o vento levando as cinzas do meu cigarro.
Eu estava caindo, mas o vento estava batendo em meu rosto de uma forma tão leve e tranquila que senti como se estivesse andando pelo ar, meu corpo caiu no chão, não sentia minhas pernas e nem meus braços, saia sangue pela minha boca, mas eu estava feliz, tudo aquilo estava acabando, meus olhos fechando e meu pulso parando de bater. Até que eu dormi.

    Enfim, acordei aqui nesse texto. Eu só queria ter dito a minha mãe que eu a amava muito e a meu pai que aqueles 100 dólares que o senhor me mandava todo mês não supriam a saudades que eu tinha de você, mesmo sabendo que você não gostava de meus desenhos. Talvez se eu tivesse recebido a atenção devida, não estaria dormindo e nem estaria nesse sonho. Só queria que soubessem que eu não era fresco e não queria chamar a atenção. Eu só estava doente e precisava de ajuda.

Comments system